Explore 1943, Bento and more!

Lgo e rua de S.Bento - 1943

Lgo e rua de S.Bento - 1943

VILA NORMANDA foi construída pelo Conde Sílvio Álvares Penteado, em uma rua particular que inicialmente se estendia da rua Epitácio Pessoa até a rua de São Luís, atual avenida São Luís, entre os terrenos dos atuais edifícios Itália e Copan. Foi inaugurada por volta de 1930, e era composta de dois prédios de apartamentos e de um conjunto de quatro pares de casas geminadas.

VILA NORMANDA foi construída pelo Conde Sílvio Álvares Penteado, em uma rua particular que inicialmente se estendia da rua Epitácio Pessoa até a rua de São Luís, atual avenida São Luís, entre os terrenos dos atuais edifícios Itália e Copan. Foi inaugurada por volta de 1930, e era composta de dois prédios de apartamentos e de um conjunto de quatro pares de casas geminadas.

1910 - Rua de São Bento entre a rua Direita e rua da Quitanda - Palacete do Barão de Iguape pouco antes de sua demolição. Atualmente ali está o Edifício Barão de Iguape.

1910 - Rua de São Bento entre a rua Direita e rua da Quitanda - Palacete do Barão de Iguape pouco antes de sua demolição. Atualmente ali está o Edifício Barão de Iguape.

Década de 50 - Rua Xavier de Toledo.

Década de 50 - Rua Xavier de Toledo.

Rua Ribeiro de Lima - Depois de anos de abandono o imóvel construído em1929 foi restaurado pelo governo estadual.

Rua Ribeiro de Lima - Depois de anos de abandono o imóvel construído em1929 foi restaurado pelo governo estadual.

Rua 15 de Novembro em 1953

Rua 15 de Novembro em 1953

1900 - Palacete da Marquesa de Itu, encomendado em 1889 ao escritório de Ramos de Azevedo. O projeto ficou a cargo do engenheiro Maximiliano Hehl, o mesmo que idealizou a Catedral da Sé. O financiamento ficou por conta do Banco União e o prédio foi construído no mesmo terreno em que a marquesa morava, junto à ferrovia Santos-Jundiaí, na rua Florêncio de Abreu, esquina com rua Mauá. Foto de Otto Rudolf Quaas. Acervo do Instituto Moreira Salles.

1900 - Palacete da Marquesa de Itu, encomendado em 1889 ao escritório de Ramos de Azevedo. O projeto ficou a cargo do engenheiro Maximiliano Hehl, o mesmo que idealizou a Catedral da Sé. O financiamento ficou por conta do Banco União e o prédio foi construído no mesmo terreno em que a marquesa morava, junto à ferrovia Santos-Jundiaí, na rua Florêncio de Abreu, esquina com rua Mauá. Foto de Otto Rudolf Quaas. Acervo do Instituto Moreira Salles.

Rua Florêncio de Abreu,1914

Rua Florêncio de Abreu,1914

1920 - Rua da Consolação em processo de pavimentação, colocação de guias, sarjetas e reforma de calçadas.

1920 - Rua da Consolação em processo de pavimentação, colocação de guias, sarjetas e reforma de calçadas.

Pinterest • The world’s catalogue of ideas
Search