Explore Births, Tv Series and more!

Explore related topics

O enredo de Switched at Birth fala sobre a interação entre surdos e ouvintes. Mostra como o mundo do “Outro”, quando muito distinto do nosso, pode causar estranhamento, parecer ameaçador. Porém, mostra, de igual modo, que quando superamos este receio inicial ganhamos não apenas por alargarmos nossos horizontes, mas também por vencer a…

O enredo de Switched at Birth fala sobre a interação entre surdos e ouvintes. Mostra como o mundo do “Outro”, quando muito distinto do nosso, pode causar estranhamento, parecer ameaçador. Porém, mostra, de igual modo, que quando superamos este receio inicial ganhamos não apenas por alargarmos nossos horizontes, mas também por vencer a…

""O exorcista" apresenta uma boa história, que foi adaptada de um livro consistente e dramático. Por sua vez, o livro baseou-se em fatos reais. Inclusive, o autor do romance o escreveu a pedido de padres jesuítas para alertar as pessoas. Embora o filme tenha se centrado nos aspectos assustadores do livro, deixando em segundo plano o lado mais dramático e profundo da obra literária, podemos perceber nitidamente alguns conflitos bem interessantes na versão cinematográfica..."

""O exorcista" apresenta uma boa história, que foi adaptada de um livro consistente e dramático. Por sua vez, o livro baseou-se em fatos reais. Inclusive, o autor do romance o escreveu a pedido de padres jesuítas para alertar as pessoas. Embora o filme tenha se centrado nos aspectos assustadores do livro, deixando em segundo plano o lado mais dramático e profundo da obra literária, podemos perceber nitidamente alguns conflitos bem interessantes na versão cinematográfica..."

"Acredito na beleza quando rema contra a maré, contra as probabilidades, contra as possibilidades. Das confidências ao pé de ouvido. Na beleza dos olhares de compaixão. Na tepidez da sua voz quando me confessa o inconfessável."

acredito na beleza

"Acredito na beleza quando rema contra a maré, contra as probabilidades, contra as possibilidades. Das confidências ao pé de ouvido. Na beleza dos olhares de compaixão. Na tepidez da sua voz quando me confessa o inconfessável."

"Talvez seja pelo fato de que o amor, sendo um enigma, não se deixa decifrar, repelindo toda tentativa de classificação ou definição. Por isso, a poesia, campo mítico por excelência, encontra na metáfora a compreensão melhor do amor. Efetivamente, a literatura nunca deixou de falar do amor."

"Talvez seja pelo fato de que o amor, sendo um enigma, não se deixa decifrar, repelindo toda tentativa de classificação ou definição. Por isso, a poesia, campo mítico por excelência, encontra na metáfora a compreensão melhor do amor. Efetivamente, a literatura nunca deixou de falar do amor."

"Qual sentimento, qual sensação nos faria mais falta? O gosto de um café no final de uma tarde chuvosa. O sol pela manhã que não queima apenas afaga. O beijo sensitivo almejado há séculos. A felicidade após alguma pequena realização. A euforia perante um grande acontecimento. A lágrima esculpindo um rosto diante de uma perda irreparável. Este pequeno universo e outros múltiplos jamais seriam novamente sentidos, apenas observaríamos de longe os acontecimentos, como Damiel e Cassiel, os anjos…

a elegia cinematográfica de wim wenders

"Qual sentimento, qual sensação nos faria mais falta? O gosto de um café no final de uma tarde chuvosa. O sol pela manhã que não queima apenas afaga. O beijo sensitivo almejado há séculos. A felicidade após alguma pequena realização. A euforia perante um grande acontecimento. A lágrima esculpindo um rosto diante de uma perda irreparável. Este pequeno universo e outros múltiplos jamais seriam novamente sentidos, apenas observaríamos de longe os acontecimentos, como Damiel e Cassiel, os anjos…

"Morremos de medo de trocar hábitos, de mudar de ideias, convicções, de ver as coisas por outra perspectiva e damos um repeat automático nos comportamentos viciados e ranzinzas. Morremos de medo de olhar para o espelho da consciência e encarar os olhos nada atrativos das verdades de nossa alma..."

"Morremos de medo de trocar hábitos, de mudar de ideias, convicções, de ver as coisas por outra perspectiva e damos um repeat automático nos comportamentos viciados e ranzinzas. Morremos de medo de olhar para o espelho da consciência e encarar os olhos nada atrativos das verdades de nossa alma..."

Pinterest
Search